(Foto: Reprodução Internet)

Hoje o assunto é sobre os 10 erros de decoração a evitar. Nem todas as opções decorativas são as melhores e, para isso, existe uma lista de erros que devemos evitar ou abandonar.

Hall de entrada

Por vezes, as entradas muito vazias são o primeiro erro a evitar. Se as primeiras impressões contam sempre, a casa não é uma exceção. O Hall de entrada é a primeira divisão da casa a receber amigos e convidados. Use o Hall de entrada para pendurar uma fotografia ou um espelho, um candeeiro de parede ou de mesa e um aparador, clássico ou moderno. Se tiver espaço, coloque uma poltrona com uma manta.

Seguir tendências

Seguir modas é outro erro. Se você gosta de mudar frequentemente a decoração da sua casa, não caia no exagero de seguir as tendências ou de criar ambientes exclusivos com um só estilo. Siga o seu instinto e aposte na diferença. Se acha que uma peça moderna pode ser o pormenor que faltava numa decoração mais clássica ou se está na altura de uma decoração mais contemporânea, por que não arriscar? É a sua casa e deve sentir-se confortável.

Sofá encostado na parede

Para ganhar mais espaço, a maior parte das pessoas opta por encostar os sofás na parede, mas isso acaba por criar um ponto na sala menos acolhedor e pouco convidativo à conversa. Ao invés de encostar o sofá na parede, deixe uma área de passagem, ainda que não seja muito grande. Você também pode colocar o sofá no centro da sala e encostar uma mesa nas costas dele, colocando em cima dois candeeiros de cores quentes. Isto ajuda a criar uma zona mais propícia à conversa.

Pintar de branco

Quem já não teve a ideia de simplificar e pintar a casa toda de branco? É um dos erros mais comuns quando se pinta uma casa de novo, ainda mais quando muitos dos elementos decorativos também são dessa cor. Para evitar o branco total, basta criar um contraste com uma parede em cinza escuro e armários de cores fortes, como vermelho ou laranja, e um ambiente pode passar da simples paleta de tons brancos para uma carregada de luz e reflexos de cores. Não tenha receio de experimentar os tons mais modernos, como os cinzentos, os azuis profundos, os verdes azeitona, os vermelhos e até os pretos.

Banheiros

É verdade que nem todos podem ter banheiros espaçosos, com banheira, chuveiro, armários e até uma janela bem grande. Mas há pequenos truques que podem, de fato, fazer a diferença e até permitir rentabilizar melhor o espaço. Encher este ambiente de móveis não é um deles! Reduza os móveis e sanitários ao mínimo. Ocupar um banheiro de pequenas dimensões com grandes elementos só vai fazer com que ele pareça menor. Crie ilusões óticas usando um espelho de grandes dimensões na zona dos lavatórios, e, em vez de uma cortina de banho, opte por uma porta de vidro na banheira.

Salas de jantar

A maior parte das pessoas usa a sala de jantar apenas quando recebe amigos ou familiares em dias de festa. E estes espaços são, por norma, frios e impessoais. Uma sala que serve para reunir as pessoas de quem gostamos deveria ser por princípio acolhedora e quente. Basta, por exemplo, escolher cadeiras com costas estofadas e uma jarra com flores. Isto faz com que a sala pareça usada, sem estar desarrumada.

Guardar o que é velho

Guardar tudo o que é antigo é outro dos erros. Tudo tem a sua duração e o seu tempo e, sim, aquela poltrona velha , aquela mesa já cheia de marcas de comida no tampo e aquela cadeira coxa que insiste em manter em casa já cumpriram a sua missão. Em vez de criarem um ponto de diversidade e trazerem alguma excentricidade à decoração, há peças que, apesar de serem antiguidades, realmente destoam do ambiente. Não tenha problemas em desfazer-se delas. Aposte em peças contemporâneas para conferir um toque de modernidade.

Cozinha com armários

É realmente preciso ter todas as paredes da cozinha com armários? Além de criar a ideia de que a cozinha está muito cheia, acaba por ter menos espaço do que deveria ter, uma vez que este é um local onde os amigos gostam de se juntar. Para evitar um excesso de móveis, comece por deixar apenas armários numa das paredes da cozinha. Se puder, opte por prateleiras abertas na parte de cima para colocar a louça que usa diariamente. Se tiver necessidade de fazê-lo, porque o espaço é pouco, coloque portas de vidro e crie efeitos de luz dentro dos armários.

Cozinhas não tecnológicas

Em muitas casas, a cozinha, enquanto espaço de utilização e usufruto mais tradicional, é o ambiente menos tecnológico. Instalar alguma tecnologia, como uma televisão ou um sistema de som, na cozinha pode transformá-la numa espécie de continuação da sala. Ajuda a criar alguma dinâmica na cozinha, além de estar direcionada apenas para preparar comida.

Combinandinho

Ter tudo combinando é outro (mau) hábito a evitar. Um dos maiores erros é insistir em comprar uma cama, cortinados e candeeiros ou uma mesa de jantar e respetivas cadeiras naquilo que parece uma combinação perfeita, mas que acaba por revelar-se um desastre na decoração, uma vez que retira personalidade e movimento ao quarto ou à sala.

A mistura e a combinação de vários estilos evitam que a casa pareça um catálogo. Compre as peças maiores, como a cama e a mesa da sala de jantar, de uma coleção, e os restantes móveis, como a mesa de cabeceira e as cadeiras e a mesa de café, de outras. Ou melhor ainda, opte por lojas diferentes, de diferentes ambientes.

Fonte: SAPO Mulher


(Foto: Reprodução Internet)

Com simples atitudes, podemos contribuir para a preservação ambiental. Veja algumas dicas básicas que podem ser seguidas por adultos e crianças:

1- Evite a utilização de meios de transporte poluentes, como carros, ônibus, caminhões, combis e etc. Praticar exercício físico caminhando e andando de bicicleta faz bem para a saúde e para o meio ambiente;

2- Utilize restos orgânicos, como cascas de frutas, legumes e folhas para adubar as plantas, pois além de enriquecer o solo, você reduz o lixo que será recolhido;

3- Utilize detergentes líquidos e em pó (sabão em pó) com moderação, pois eles poluem os rios, dificultando a oxigenação e prejudicando as espécies animais e vegetais;

4- Economize água controlando bem as torneiras e chuveiros, avisando quando ver um vazamento e lavando alimentos, como frutas, legumes e verduras, em uma bacia, pois gasta menos água do que com a torneira aberta;

5- Prefira a utilização de produtos reciclados, biodegradáveis e os que possuem refis para reabastecimento;

6- Economize papel, utilizando-o dos dois lados, evitando tirar xerox e fazer impressões desnecessárias e, consequentemente, o desmatamento de florestas;

7- Reaproveite a água de máquinas de lavar e tanques para lavar o chão, janelas e etc;

8- Utilize shampoos com moderação, pois estes produtos poluem os rios;

9- Plante frutas, verduras, legumes, chás medicinais, temperos, flores ou árvores e colabore com a qualidade do ar e de sua saúde, pois o consumo de alimentos orgânicos é sempre melhor do que os com agrotóxicos;

10- Utilize a criatividade para criar produtos reciclados, gerar renda ou para seu benefício próprio.

 

Texto: Educa Sempre